Quartas Intenções – eu fui! (Ou: Não deixe o conservadorismo te fazer perder uma grande festa)

20jun08

A fachada branca discretíssima não dá muitas pistas de que ali é “o” local. Confesso que, não sendo eu moradora das redondezas, teria certamente passado por dificuldades para conseguir encontrar o tal Rio G Spa.

Na entrada, fui recepcionada por um funcionário muito simpático. “É por aqui mesmo”. Passei pela porta giratória de vidro fosco – nada se vê, por fora, do espaço interno – e no balcãozinho um outro funcionário atenciosíssimo me explicou o funcionamento da casa para aquela noite.

Na festa Quartas Intenções cada menina recebe uma chave com um número, presa a uma pulseira. Esta chave abre um armário de número correspondente que fica na área seguinte à recepção. Dentro deste armário, a moça encontra duas toalhas limpas, lacradas em sacos plásticos, e uma camisinha (ok, essa eu não entendi). O armário é espaçoso o suficiente para deixar a bolsa guardada e o que mais for necessário. Ao lado dos vários lockers, cabines de banheiro e dois chuveiros individuais, com porta.

Dali, é só abrir uma porta para entrar na área do lounge. Até este momento eu não sabia muito o que esperar do espaço, apesar de ter feito o meu dever de casa e conferido o site do spa, atrás de fotos. Mas, mesmo já tendo idéia, não teria jamais esperado tanto. Que lugar FANTÁSTICO! No primeiro andar, um lounge lindo e agradabilíssimo (que também poderia fazer as vezes de pista de dança) com sofás para as meninas conversarem, uma tevê tela plana exibindo o melhor de L Word, revistinhas de moças desnudas (opa!) decorando cheias de graça os aparadores, o bar (e mais funcionários simpáticos para atender) e um sofá/chaise/cama gigantão, para se esparramar ligeiramente escondido por uma cortininha esvoaçante branca.

No segundo andar, as DJs colocando rock da melhor qualidade, num volume que não interromperia qualquer conversa. (E um detalhe muito legal: a música pode ser escutada de todos os ambientes.) Ali também se podia fazer massagem e ir à sauna a vapor. No terceiro andar, sauna seca com duas duchas do lado de fora, cabine de vídeo (onde também passava The L Word), mais banheiros com chuveiros individuais, dark room e cabines privativas.

Eu passei uma noite ótima, tomando minha cerveja, conversando com as meninas, fazendo comentários sobre a Mulher Melancia e experimentando a deliciosa sauna seca.

E você?

Bom, aposto que você ficou em casa.

O público da noite girou em torno de 15 a 20 meninas – casais, em maior parte. E não precisa nem pensar muito para achar o motivo. A maioria das mulheres se amedrontou pelo termo “sauna” e preferiu não se arriscar, julgando ser um ambiente promíscuo demais.

A estas garotas, proponho uma troca de termos e uma sugestão para o próximo evento.

Vamos chamar a Quartas Intenções de “festa no spa”, e não de “festa na sauna”. Até porque o estabelecimento é um spa mesmo.

Então no próximo mês, quando houver a nova edição da festa, saiam do trabalho ou da faculdade, passem em casa, troquem de roupa e, se quiserem, peguem um biquini ou maiô.

Apareçam cedo, peçam um drink, circulem pelo ambiente, sentem no lounge bacanérrimo, coloquem o papo em dia com as amigas.

Se der vontade, coloquem o maiô ou biquini.

(Para que fique ainda mais claro: os ambientes são completamente separados, não existe a MENOR necessidade de circular de toalha ou biquini por nenhum lugar. A não ser que você queira circular de toalha ou biquini pelos ambientes.)

Experimentem a sauna. Fiquem um pouquinho, ou um tempão. Tomem uma ducha, se quiserem.

Voltem para o lounge, dancem, conversem mais. Conheçam pessoas.

Alguém mencionou promiscuidade?
Não soou ótimo até agora?
Pois então.
Da mesma forma que em qualquer boate, cada um sabe de si e do que procura.

Para mim, o Rio G Spa ontem pareceu um clube perfeito para as garotas – um ambiente excelente para fofocar, tomar alguma coisa, relaxar. Bem decoradíssimo, espaçoso, diferente, com um clima interessante.

E vai ser extremamente triste caso a Quartas Intenções não vá pra frente por falta de público. Um público que sequer conheceu de fato a proposta da festa, por mente fechada e preguiça de ver “qual é”.

Anúncios


5 Responses to “Quartas Intenções – eu fui! (Ou: Não deixe o conservadorismo te fazer perder uma grande festa)”

  1. 1 Débora

    Noooossa, que invejinha! hehehe
    Pena que aqui em Fortaleza não tem um espaço bacana desses para as meninas… ou será que tem?
    beijo!

  2. 2 marta

    MUITO BOM!!! Adorei o texto e fiquei feliz com o post. Foi exatamente isso que pensei quando saí de lá.

    =)

  3. 3 may

    eu fiquei com inveja, viu.

  4. sempre em frente, camarada!
    =*

  5. 5 susan

    queria ter ido q bom q algm foi p contar como eh, o lugar parece mt legal


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: