O que se busca, parte III – Eu sou gay… não sou?

26mar09

Duas frases que volta e meia aparecem nas estatísticas são quase iguais, mas ao mesmo tempo absolutamente diferentes. Entre “eu sou gay” e “eu sou gay?”, um sinal gráfico marca uma grande distinção.

Antes de mais nada, acho fabuloso uma pessoa abrir seu navegador, digitar www ponto google ponto com ponto br e entrar com essas três palavras, acrescidas ou não do ponto de interrogação, no campo de busca.

No caso da afirmação, me veio à mente um recém-saído do armário. Contou para os amigos, depois para o irmão com quem tinha mais afinidade, para a mãe, para o pai, para uma ou duas pessoas do escritório… E depois para o Google. Fiquei pensando que os primeiros resultados da busca poderiam ser “Good for you!”, “You go, girl!” ou “Eu também… que tal um choppinho mais tarde?”.

No caso da pergunta, já ouvi dizer que o Google tem resposta para tudo, mas jamais imaginei que pudesse reconhecer a sexualidade de alguém. Testei e os primeiros resultados de fato faziam referência ao assunto, e felizmente entre eles havia um ou outro site sério (caso da Cartilha do Mix Brasil e deste humilde blog aqui).  Mas há muita bobagem também. Me perguntei por quanta besteira uma pessoa que faz esta pergunta para o Google precisa passar até que encontre algo relevante, que a ajude de verdade. (Sim, porque se alguém pergunta isso para o Google em vez de para si mesmo, ou para os pais, ou para os amigos, ou para o terapeuta, é porque precisa mesmo de alguma forma de ajuda ou orientação.)

Também me passou pela cabeça as possíveis respostas. “Eu sou gay?” “Sim!”, “Não!”, “‘Você?! Imagiiiiina… eu que sou!”, ou “Olha, gato… se é, eu não sei… mas para usar essa blusa coladinha, vamos primeiro malhar o abdome?!”.

Anúncios


3 Responses to “O que se busca, parte III – Eu sou gay… não sou?”

  1. Gosto muito de passar aqui,
    é uma pena que a recíproca não seja verdadeira (falei essa frase com o propósito de fazer você entrar no meu blog)
    Sério,
    bom o texto, e o que eu pensava enquanto lia você já colocou no final.
    Por que perguntar ao Google e não a si mesmo?

    beijo

    http://putoanonimo.blogspot.com

  2. Gosto muito de passar aqui,
    é uma pena que a recíproca não seja verdadeira (falei essa frase com o propósito de fazer você entrar no meu blog)
    Sério,
    bom o texto, e o que eu pensava enquanto lia você já colocou no final.
    Por que perguntar ao Google e não a si mesmo?

    Beijo

  3. Olha, eu nunca fiz essa pergunta para o Google…mas eu perguntei para ele sobre blogs lésbicos….


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: